Ano I
Nº 3

Editorial
 
 

Reportagem de Capa
Euclides da Cunha, Os Sertões e Canudos
Ana Cristina Venancio da Silva, Júlia Schwarcz, Maria Cecília Winter, Maíra Landulfo, Tila Corazza T. Pinto & Ynaê  Lopes dos Santos

"A divisão interna da obra é fruto da influência sofrida por Euclides pelo historiador francês Taine, que formulou (...) a concepção naturalista da história – teoria  defensora de uma história determinada por três fatores: meio, raça e momento. Tal concepção naturalista foi seguida pelo autor ao dividir  “Os Sertões” em três partes correspondentes aos fatores de Taine: “A Terra”, “O Homem” e “A Luta” ."

A civilização ibérica
Carlos Ignacio Pinto

"Profundamente religioso e pôr certa forma nobre, o Ibérico terá valores que associado a sua riqueza devido as conquistas, irão despertar a ira e a aversão do restante europeu, que o próprio Ibérico admira."

A criação do mito do Brasil Holandês
Gabriel Passetti

"Os holandeses propriamente ditos estiveram durante toda a ocupação (24 anos) encurralados em uma pequena faixa de terra que acompanhava o litoral e onde ficavam as suas cidades. A política colonizadora holandesa baseou-se nas cidades, diferentemente da política basicamente agrária portuguesa."

A Fabricação do Sorriso
Ortodontia social em Curitiba na virada dos séculos XIX e XX
Fernando Nicolazzi (UFPR)

"Todavia, não eram só os bêbados, gatunos e as prostitutas que estragavam o doce sorriso da elite. No campo da política também havia vozes estridentes que alardeavam a condição de iniqüidade e miséria da cidade, também havia uma presença rebelde que, organizada, se opunha ao sorriso."

A Fé e a Expansão
Erik Hörner

"Para os portugueses, no início, a fé movia montanhas, mas posteriormente eles descobriram (e talvez tenha sido este o maior de seus descobrimentos) que a fé também movia montantes ou montanhas de dinheiro. Tal descoberta pode ser considerada o marco divisor de duas fases."

“Sob flores escondem-se canhões”
(um ensaio sobre o nacionalismo na música européia do século XIX)
Rodrigo da Silva

"O Romantismo e o nacionalismo foram as duas grandes marcas do século XIX, e fizeram imprimir suas características em quase todos os campos da existência humana, até no musical. Seus frutos foram variados, de acordo com o contato vivido com diferentes regiões, momentos e personalidades ao longo de sua trajetória."
 

Resenhas

Guerras Açucareiras no Nordeste Colonial Brasileiro - Evaldo Cabral de Mello
Luiz Fernando B. Belatto

"Não se trata apenas de uma narrativa cronológica de fatos já conhecidos e tratados em outras obras; a grande virtude do livro de Evaldo é contar a História desse período no Nordeste analisando-a economica, politica, social e historicamente."

Raízes do Brasil - Sérgio Buarque de Holanda
Ynaê Lopes dos Santos

"É um livro inovador no que diz respeito à busca da identidade nacional. Num momento onde a psicologia vinha se desenvolvendo muito e a sociologia começa a perder seu caráter altamente “científico”, Sérgio Buarque vai atrás do que poderíamos chamar de essência do homem brasileiro."


Conheça a Revista Vernáculo - História e Reflexões
Publicação dos alunos de História da UFPR

Para maiores contatos:
Rua Paulo Setúbal, 570
CEP: 81630-110
Curitiba/PR
revistavernaculo@hotmail.com


Para enviar textos para Klepsidra

Envie seu texto para Klepsidra. Ele será lido, comentado e se possível, publicado. Deverá estar na seguinte configuração: arquivo .doc ou .rtf, folha tamanho A4, fonte Arial 12, espaçamento entre linhas simples em um máximo de 15 páginas.

Contacte-nos via e-mail.