Editorial

A Revista Klepsidra está chegando ao seu quarto número, e cada vez mais temos em mente que nosso propósito de colocar uma revista exclusivamente na internet estava certa. Estamos muito felizes com a aceitação que a revista vem recebendo. Aceitação não no sentido de que os leitores necessariamente aprovem ou não nossos textos, mas sim pelo fato de que cada vez mais estamos sendo contatados pelo público, que aprova a iniciativa de divulgar a História pela Web. Da mesma forma, aos poucos aprendemos como é fazer uma revista.

O processo de criação de Klepsidra nos exige muito trabalho, nervosismo e correria. No entanto, a satisfação de trabalhar nesta revista e vê-la no ar durante dois meses supera qualquer dificuldade ou desprazer. Poucos sabem o quanto ela exige de sua equipe: não se trata apenas de colocar textos na Internet. O trabalho começa meses antes da edição entrar no ar, quando a equipe se reúne e decide o que cada um escreverá.

Também são lidos e analisados os textos que recebemos de gente de fora. Em seguida, cada membro mergulha em sua pesquisa e elaboração dos textos, que passam pelo corretor e pela pesquisa iconográfica até chegar finalmente às mãos do webmaster, que dá o toque final e coloca tudo no ar. Mas este ainda não é o fim do processo: a cada nova edição, fazemos a divulgação boca-a-boca e por meio de cartazes.

Já são seis meses nesse ritmo. E, dentro dele, buscamos uma constante: sempre manter os ideais de quando a revista foi criada. Por isso mesmo existem algumas dúvidas que podem surgir para os leitores. Klepsidra não se filia a nenhuma linha historiográfica: afinal, seu propósito é divulgar e fomentar a discussão entre alunos de graduação e leitores não-acadêmicos e acadêmicos. Exatamente por isso aparecem em nossos textos discussões de todos os estilos e temáticas, desde obras claramente de interpretação de autores, resenhas de livros e discussão de historiografia até textos de história factual positivista. O leitor é quem deverá escolher qual temática e abordagem são de sua preferência. Da mesma forma, os canais de comunicação da revista estão sempre abertos para que qualquer leitor possa expressar-se, seja crítica ou elogio, vontade de participar ou apenas comentar algum texto. Klepsidra possui um dever: manter a simplicidade e o compromisso de bem divulgar a História. A dificuldade que se tem ao divulgar nossa campo de estudo nos ensinou a ouvir diversas partes e elaborar conteúdos de maneira clara e acessível para tornar a História “menos chata”, como dizem muitas pessoas. Não nos pretendemos ser uma revista fechada à intelectualidade circunscrita e pouco produtiva, a qual Guimarães Rosa denominou “Torre de Marfim”. Pelo contrário: queremos atrair cada vez mais leitores para o estudo e o aprendizado da História. E sabemos que isso somente será possível se formos firmes em nosso trabalho e simples no trato com o público que, até agora, tem dado sua resposta e apoiado nossa iniciativa.

Esta edição, a quarta, entra no ar no momento em que damos um grande salto em nossa curta existência. Estamos agora com um endereço muito mais fácil e prático, www.klepsidra.net, o que mostra também nosso compromisso com a posteridade da Revista.

As nossas metas para este número e para os que virão são de que todos os textos devem passar pela correção ortográfica e por uma comissão iconográfica. Fora isso, estamos lutando para manter um equilíbrio entre História do Brasil e a chamada "História Geral" (que na grande maioria é "História da Europa Ocidental"). Este é um dos pontos mais difíceis de serem alcançados; afinal, é preferência da maioria de nossos escritores a temática da História do Brasil. Mas tenha certeza, leitor, que aos poucos atingiremos o devido equilíbrio, e os próximos números serão sempre melhores. Contamos com sua companhia nessa aventura histórica.

- - - X - - -

A Revista Playboy publicou em sua edição de setembro 2000 o famoso ranking das faculdades, um dos principais parâmetros para a avaliação não-oficial das instituições de ensino superior e uma excelente fonte de consulta para todos aqueles que estão interessados em prestar o vestibular de História no final deste ano.
 Em anexo, colocamos abaixo a listagem de Playboy:
 

GRADUAÇÃO
PÓS
USP
USP
Unicamp
Unicamp
PUC/RJ
UFFluminense
Unesp/Assis
 
UFFluminense
 
UFMG
 
UFRJ
 
UnB
 
UFRGS
 

- - - X - - -

Desejamos uma boa leitura. Se possível, manifeste sua opinião entrando em contato com os autores dos textos, assinando nosso livro de visitas ou ainda participando do fórum de discussão. Sua participação é fundamental para o crescimento e melhoramento da revista.
 
 

Gabriel Passetti
Luiz Fernando B. Belatto