Ano I
Nº 5

Editorial
 
 

Reportagem de Capa:
Balaiada - Rebelião de massas...
de manobra
Angela Birardi, Erik Hörner e Gláucia R. Castelani

"Sufocados de um lado pelos portugueses e de outro pelos ingleses, os proprietários maranhenses, com forte tom nacionalista, apelaram para o socorro da Coroa sem, contudo, serem ouvidos"


 
A Lei de Terras de 1850
Carlos Ignacio Pinto

"É no início do Século XIX, com a passagem da terra como meio produtor para o status de mercadoria, bem como a barreira que se erguia entre posse e propriedade, aliados a toda a conjectura do mercado internacional (Inglaterra), é que percebemos o caminho (sendo este irreversível) que se traçava para a criação a Lei de Terras
 de 1850"


 
América Latina: 100 anos de opressão e utopia revolucionária
Luiz Fernando B. Belatto

"Diante da grave crise econômica do país e da instabilidade política ainda provocada pela morte de Perón, Videla liderou um golpe militar que derrubou a presidente Isabelita Perón. No poder, o general tratou de eliminar a todo custo o terrorismo e as oposições a seu regime, por meio do exílio e principalmente dos desaparecimentos e mortes."


 
Biografia: Fernão Lopes
Renata Consegliere

"Os historiadores tentaram ver Fernão Lopes como um defensor da legitimidade do poder real, ou seja, tendo escrito sua obra com o intuito de justificar o poder concedido a D. João, Mestre de Avis. Esta tentativa de justificação ou não do poder real é um ponto de partida para examinarmos a obra de Fernão Lopes com os olhos na história de Portugal."


 
Admirável Mundo Novo
Comentários sobre Utopia de Thomas More
Uiran Gebara da Silva

"More entendeu que uma sociedade tão diferente no funcionamento e nas suas raízes deveria ter também uma cultura e ética totalmente diferente, e tentou encontrar os pontos onde os costumes contribuiriam para a manutenção dessa sociedade. Aqui diverge de Maquiavel."


 
História do tempo presente:
Nau dos Loucos
Rodrigo da Silva
"Podemos dizer que nem medo mais temos, pois perdemos completamente a noção de realidade, de prioridade, de valores humanos. Temos um Frei que é lido por algumas milhares de pessoas defendendo os esfomeados e do outro lado do ringue se encontra um 'ícone do catolicismo moderno', uma estampa de camiseta, que reúne alguns milhões de pessoas para absolutamente nada. Há vácuo, e o nosso problema não é mais intelectual, é ético, é perceptivo. "

Cinema e História:

Cineclube Pandora
é o cineclube da
FFLCH-USP
O racismo no Cinema Clássico e em Forrest Gump
Claudinei Vieira
"Dizer que Bubba morreu porque era negro enquanto Forrest era branco, parece-me mais verdadeiro, porém insuficiente. Bubba morre não só porque era negro, mas porque dentro das atribuições, recompensas, sortilégios, azares e fortunas distribuídas neste mundo, ele comete o Pecado de ser negro"

Resenhas:

Caminhos e Fronteiras
Angela Birardi
"Em Caminhos e Fronteiras faz-se uma História do Cotidiano baseada nas expedições bandeirantes do Séc. XVII e nas Monções de povoamento do Séc. XVIII, retratando uma sociedade sertaneja instável e moldada pelo meio, bem como as direções e limites tomadas pelas mesmas."

Um estudo de micro-história: Domenico Scandella nos processos da Inquisição.
O queijo e os vermes.
Gabriel Passetti
"Um julgamento da Santa Inquisição sempre era algo extremamente tendencioso: afinal, as respostas eram sempre baseadas num reflexo das perguntas tendenciosas do inquisidor. Havia sempre um desequilíbrio entre inquisidor e acusado."
 


Assine Klepsidra !

Envie seu nome e e-mail para nós, sendo assim informado toda vez que uma edição nova entrar no ar.
Clique aqui para se cadastrar.


Busca Rápida

Você está procurando algum assunto específico de história aqui na Klepsidra?
Acesse nossa Busca por Palavras-Chave e tenha em mãos tudo o que escrevemos sobre este assunto.


Para enviar textos para Klepsidra

Envie seu texto para Klepsidra. Ele será lido, comentado e se possível, publicado. Deverá estar na seguinte configuração: arquivo .doc ou .rtf, folha tamanho A4, fonte Arial 12, espaçamento entre linhas simples em um máximo de 15 páginas.

Contacte-nos via e-mail.